Custo de oportunidade

Algo surpreendentemente, a Relógio d’Água vai editar uma nova tradução de Crime e Castigo, da autoria de António Pescada.

Crime e CastigoConsiderando que uma quantidade não despicienda de importantes obras russas ainda não tem tradução directa em português; considerando que Filipe e Nina Guerra já assinaram uma autorizada (e, quase me atrevo a dizer, lapidar) tradução da mesma obra (Editorial Presença) que não se encontra sequer esgotada na editora; considerando ainda que a nova edição da RA provavelmente não será bilingue  (o que poderia sempre legitimar a duplicação de traduções através da comparação com o original – a começar pela transcrição divergente do nome do autor), dificilmente consigo compreender esta decisão editorial. Dostoiévski é sempre bem-vindo, isso não se questiona, mas ainda assim – num meio cultural em que escasseiam os recursos humanos capazes de nos ofertarem as importantes criações russófilas –  isto parece-me simplesmente aburdo.

Tão absurdo de per si que nem apontarei com muita veemência o caso da tri-edição quase simultânea de obras de Luigi Pirandello em mercados portugueses, há alguns meses atrás.

01210001Tenho grande respeito por António Pescada e um admiração ainda maior pelo seu trabalho, mas isto parece-me um desperdício enorme de tempo e potencial, bem como a deturpação daquilo que deveria ser a matriz rectora de qualquer tradutor; a abertura de obras formalmente inacessíveis ou inóspitas ao  público interessado. Diagnóstico? Incontinência editorial aguda com um custo de oportunidade assinalável. E ainda há quem tenha o desplante garboso de defender que não senhor, não se publicam demasiado livros no nosso mercado.

Com as etiquetas ,

2 thoughts on “Custo de oportunidade

  1. Catarina diz:

    quando o livro me foi apresentado pelo vendedor da RA pensei exactamente no mesmo. Para quê? Talvez a RA queira “completar” o catálogo no que se refere a autores russos? Não faço ideia. Já com o Poe aconteceu o mesmo há uns meses…

  2. […] Leroux e Crime e Castigo de Fiódor Dostoiévski (sobre esta edição com nova tradução devem ler esta opinião que […]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: