Lamentação hebdomadária

Os meus aplausos lisboetas para todos os responsáveis e participantes das Correntes d’Escritas, esse improvável encontro de escritores e amantes da palavra escrita que tem levado (faz já dez anos, inacreditável!) centenas de pessoas à pacata Póvoa de Varzim.

Aprisionado pelas cruéis garras de uma existência assalariada, não tive hipótese de frequentar o evento. Lamento, pois, que os seus eventos principais não tenham sido acantonados num qualquer fim-de-semana agradável e ligeiro em benefício de nós mortais. O meu interesse pela comunidade leitora (e escritora, pronto, vá) do país é recente, e isto teria sido uma óptima ocasião para escutar ideias e conversas de vários quadrantes.

Só me resta seguir o evento a partir das gentis publicações electrónicas. Bons relatos no Húmus, descrições na Ler, e um Cadeirão que, apesar de momentariamente desocupado pela sua dona, reune as difusões nortenhas do que se anda a passar pelas hostes literárias.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: